NOTÍCIAS ACOMPANHE O LEÃO BAIO
  PRÓXIMA
PARTIDA
Internacional X A definir

Catarinense Série B 2019
A definir  

 

Adílio, o colorado fugaz

12/06/2014

Na série sobre atletas que defenderam Inter e seleção, conheça a passagem do meia pelo clube

CRAQUE DE HOJE: ADÍLIO

Era semana de aniversário do Internacional - como é esta em que estamos hoje -, e a expectativa com a equipe que entraria em campo na sequência do Campeonato Catarinense só fazia crescer. Os colorados estavam ansiosos para saber como jogaria o time com o meio-campo que se anunciava para o segundo semestre da temporada de 1991: Bin, Andrade e Adílio.

Assim como Andrade, Adílio foi peça-chave da equipe do Flamengo que brilhou na década anterior. O meio-campo do rubro-negro carioca que conquistou o Brasil, as Américas e o mundo foi composto por Andrade, Adílio e Zico. Para que a trinca se repetisse no Internacional de Lages, só faltava Zico. Mas os colorados estavam muito bem servidos com Martinho Bin, ídolo identificado com o clube como nenhum outro.

No dia em que completou 42 anos de fundação, o Inter enfrentou o Atlético Paranaense em um amistoso disputado no Estádio Vidal Ramos Júnior. O Atlético venceu por 3 a 1, mas o golaço do Inter, marcado por Andrade e nascido de uma tabela entre ele e Adílio, acendeu ainda mais a esperança de título naquela temporada.

Foi um sonho de 90 minutos: o trio existiu apenas naquele amistoso. Adílio acabou aceitando uma proposta do Alianza Lima, do Peru, e deixou a cidade. E a proposta veio a calhar. Embora tivesse recebido boas referências de Lages de seu amigo Andrade, o carioca Adílio assustou-se com o frio intenso do quase-inverno lageano.

O craque teve uma passagem rápida pelo Colorado Lageano, e breve foi também sua experiência na seleção brasileira. Foram dois jogos, ambos amistosos. Na primeira convocação, em 1979, o Brasil empatou com a seleção baiana por 1 a 1. Em 1982, foi dele o passe para o gol de Júnior na vitória contra a Alemanha Ocidental por 1 a 0.

Adílio foi um colorado fugaz, mas isso não relativiza o respeito e o carinho do clube e da torcida pelo craque. Em 2013, em passagem por Lages com o time de masters do Flamengo, ele recebeu do Inter uma camisa personalizada (foto). Adílio pôde, enfim, vestir novamente a camisa que ele usou uma única vez, em uma noite fria de 1991.

SÉRIE "O INTER DE LAGES E A SELEÇÃO BRASILEIRA"

Capítulo 1 - Esnel, do Inter de Lages para o mundo

Capítulo 2 - Áureo, um lageano capitão do Brasil

Capítulo 3 - Andrade, craque canarinho e colorado

Capítulo 4 - Adílio, o colorado fugaz

Capítulo 5 - Vitor, a estrela no ano do quase

Capítulo 6 - Mica, Pedro Verdum, Erlon e Tácio: de promessas a realidade

  Série B: competição tem início confirmado para 2 de junho

  Inter realiza ação entre amigos e palestras em evento de fim de ano

  Reunião do Conselho Técnico da Série B será no dia 20 de novembro

  Inter goleia o Operário de Mafra por 6 a 0 no encerramento da temporada

  Inter perde para o Marcílio Dias em seu último jogo em casa em 2018

  Fora de casa, Inter empata com o Atlético Tubarão por 1 a 1

REDES SOCIAIS
PATROCINADORES
 
     
NOTÍCIAS
+ MAIS RECENTES
 
FUTEBOL

+ ELENCO 2018

+ CALENDÁRIO 2018
 
NEGÓCIOS
+ SEJA UM LICENCIADO
 
ESTÁDIO
+ ESTÁDIO VIDAL RAMOS JUNIOR
 
INTERATIVIDADE
+ DOWNLOADS
 
O CLUBE
+ HISTÓRIA
+ ÍDOLOS
+ DIRETORIA
+ GALERIA DOS PRESIDENTES
 
SEJA SÓCIO
+ PLANOS E BENEFÍCIOS
 
PRODUTOS OFICIAIS
+ ARTIGOS EXCLUSIVOS DO INTER DE LAGES
 
CONTATO
+ FALE COM O INTER DE LAGES
 
INTERNACIONAL DE LAGES. Todos os Direitos Reservados.